quinta-feira, 21 de maio de 2009

Obrigada Leite Matinal

Ontem via o anúncio do programa Aqui e Agora do Rodrigo Guedes de Carvalho cujo tema de hoje é o Corpo Perfeito, onde estarão cirurgiões plásticos e nutricionistas para falar deste tema que, hoje em dia, é uma obsessão, não só para as mulheres como para os homens! O que me deixa a pensar...
Eu já vos tinha dito que sou tal e qual a Gisele Bündchen, mas a verdade é que sou magra, sempre fui. Tenho peito pequeno sem ser tipo-prancha-de-surf, mas sou proporcional. E sempre gostei de ser assim. Sempre disse que prefiro ter peito pequeno do que ser uma mamalhuda-com-mamas-até-ao-umbigo. E era gozada quando era mais nova, na fase da puberdade, em que o corpo modifica e as características femininas se evidenciam. Sempre fui e sou muito feminina. Gosto de me cuidar, de me maquilhar. Ando sempre com as unhas arranjadas e uso roupa muito feminina, mas passei por essa fase na escola. Nunca fui alvo de bullying (que no nosso tempo se chamava enxerto), mas mais as miúdas do que os miúdos gozavam por eu ter peito pequenino. O que era interessante é que aquilo não me aborrecia de todo.
Não só tinha a ver com a minha personalidade, que se começou a definir bem mais cedo, mas com a educação. A minha Mãe sempre me ensinou a chamada filosofia do leite Matinal, se não gostares de ti, ninguém gosta. E gosto. E talvez por isso (e também por ser magra que reduz logo o drama), quando chega o Verão, não me preocupo com nada de dietas, nem ginásios, nem celulite. Tenho alimentação saudável por opção e gosto. Como vegetais porque gosto. Fruta já desleixo mais. Quando pratico desporto é porque quero, nunca obrigada.
Isto não é uma crítica a todas as mulheres que querem mudar, perder peso, aniquilar a celulite, nem é uma espécie de texto arrogante de alguém que, lá por não se preocupar com isso, é melhor do que as outras. Não! Eu aprendi a gostar de mim como sou, aprendi que o conceito de beleza vai muito mais além de umas mamas lindas e firmes e um rabo redondinho sem celulite... Caindo na bela frase feita quase cliché: a beleza está nos olhos de quem a vê!
Mostrem os rabos, os pneus na barriguinha, a celulitezeca teimosa que só chateia e esqueçam os conceitos de mulheres bonitas. Homens de bom gosto, não ligam a isso (o mesmo se aplica a elas, claro)!

E por falar em homens e mulheres:
Walter? Não tens nada para me dizer?

|Imagem - Pamela Anderson|

37 comentários:

Lolita disse...

Revejo-me neste texto. Também sou magra desde sempre, e com pouco peito, na puberdade fui a "desenvolver", e sempre fui um pouco gozada por isso. Hoje há daqueles jantares de turma dizem-me sempre que eu fui a que mais mudei. Gosto de me arranjar, de me sentir feminina e bem comigo própria, e gostar de nós como somos é sem dúvida um passo bastante importante para nos sentirmos bem lá em cima, poderosas. beijinho*

Walter Fane disse...

Daaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...............aaaaaaaaa.........nnaaooo..............co...........siigo........... ler...... nada..................agooooo...........raaaaaaaaaa. quuuuue.........mmmmmmmmmmeeeeeee e......... estttooooooooooooouuu..........a.........bbbbbbbbbbaaaaaaaaaaaaabbbbbbbbbaaaaaaaaaaaaaaarrrrrrr............tttttttttod......................ooooo........

bbb.jjjjjjjjjjj.soooosssssssssss

Walter Fane disse...

Taaaammmmmbeeeeeem gostoooooooooo tannnnnnnnnnntooooo de leitttttteeeee .............haaaaaaaaaaaaaaaaaa......PPPPPPAMELLLLLLLLLLLA .......................

Walter Fane disse...

Teeeeeeenhhhhhhhhhhhhhhooooooooo ummm ...........vvvviiiiiiiiruuuuuuuuuuusssssssssss........ nnnnnnnnooooooooo c''eeereeeebbbbbbbroooooooo. ........... aaaaaaaaaaaaa ppppppppppaaaaaaaaaammmmmmmmeeeeeeeeeellllllllllla

Walter Fane disse...

qqqqqqqqquuuuuuueeeeeerrrrrrroooooooooo mmmmmmmaiisssss Paaaaaamelllllllllaaaaaaaaaaassss.............. mmmmmmmaaaaaaaammmmmmmaaaaaassssssss.........

Jojozinha disse...

olha tens tda razao sem duvida no q dizes... so q essa infelizmente nao e a realidade para a maior parte das mulheres... e para elas, falar e muito facil, mas dps ir para a praia e ver tda gente a olhar e nao ligar, nao e assim tao facil.
eu nao sou gorda nem nd disso, tenho 55 kg bem distribuidos, :P, lol mas ja pesei um pco mais e sinto me melhor agr... e gostava claro d pesar um pouco menos. e se vou ao ginasio ou se prefiro uma alimentaçao saudavel e pq gosto e é por mim! :) qt ao teu problema do peito, eu peferia ter menos do q o q tenho... LOL
enfim... ha sp qualquer coisinha q estraga td...
beijinhos

Rotax disse...

OLá *B*

Tu és realmente fantástica. Sigo por perto alguns blogs que me despertaram a curiosidade e hoje não passa dia em que não vá espreita-los. O teu é um deles, mas sem dúvida nenhuma o melhor. É original, simples, bem disposto, comum, alegre e diz sem pejo aquilo que vai na alma e acima de tudo fala dos seus próprios defeitos/manias/virtude/alegrias/tristezas.
E deve ser por isso que me cativou. Também sou assim, digo o que vai na alma.
Relativamente a este post e constratando com o de outros blogues, dizes que devemos de gostar de nós, pelo que somos, pelos pneus, pela celulite e tudo o mais. E quem connosco partilha a vida, e tem miolos na cabecinha, está atenta a outras coisas mais importantes. Nem mais.
Temos é que nos valorizar, para que os outros nos valorizem, gostar de nós, para sermos apreciadas.
Eu tenho 42 anos e confesso que estou muito longe da perfeição(se é que ela existe), fui mãe muito nova, com 17 anos e desleixei-me por muitas razões. Sempre fui elegante, com 38 anos ainda vestia um 38 que me ficava largo, mas depois de uma operação, um desemprego não esperado, problemas na vida pessoal, não resisti e engordei. E engordei não só por estas razões, mas também porque deixei de ser esquisita e comecei a comer de tudo. Mas não me sentia inferior nem menospresada, apenas triste qd gostava de ter outra figura e não tinha. Mudei os hábitos e hoje cometo poucos excessos e pratico desporto. Tudo porque quero acima de tudo gostar de me ver. E quem ainda hoje me diz " ai meu deus, estás gorda", eu respondo - não! eu sempre fui é magra, coisa que muitos nunca foram.

Parabéns pelo blog e pelas boas gargalhadas que só tu consegues despertar com a tua boa disposição

Walter Fane disse...

Agora que já me passou a tremideira,
deixa-la lá comentar esta coisa!
Sempre tive mamas pequeninas e nem me importo muito com isso. tavez seja um dos motivos que ... PPPPAaaaaaaaaaaammmmmmmmmeeeeela.......
Voltando à sra. da foto, nem gosto muito dela! Só acho que tem uns olhos, o cabelo, uma boquinha, e um queixo, giros, umas mamas, se bem que essas variam com a estação do ano,e uma barriguinha apetecivel, umas mãos, cotovelos e ombros deliciosos, umas nádgas, coxas e rótulas, que ui ui, a perereca também é gira e arranjadinha (sim porque vi o filme com o Tommy Lee) e até a hepatite dela é girinha. Faltou alguma coisa?? Ah... inteligencia, mas para isso, estou cá eu!

Bjoooooooooos

Hermione disse...

desde que nos sintamos bem connosco próprias, isso é o mais importante :) porque é mesmo, se eu não gostar de mim, quem gostará?

beijinho querida *B*

kuka disse...

Sempre ouvi dizer que devemos gostar de nós e do nosso corpo como ele é,infelizmente isto é muito mais complicado do que parece.
Concordo com o que acima foi dito,sobre o que escreveste não ser a realidade para muitas mulheres.Consigo reparar hoje em dia que muitas já não ligam aos estereótipos,saem à rua a mostrar tudo e mais alguma coisa,mas infelizmente são logo criticadas por outras pessoas,que normalmente dizem "nós não temos que levar com as vossas barrigas e celulites",bem nestas alturas só gostava de responder "e os outros não têm de levar com a vossa arrogância e estupidez".Mas não é esta a questão.
É dificil para muitas pessoas e eu incluo-me aqui,gostar do seu corpo.Sou alta,1m70,peso 64 kgs(parece muito,mas está tudo bem distribuido,acho que tenho uma boa constituição),quanto ao peito, é maior do que o considerado normal,não gosto nada dele,mas também não há dinheiro para operações.Acho que tem muito a ver com a personalidade de cada um,mas o problema maior envolve a sociedade e as ideias criadas para a dita "mulher perfeita".
beijinhos

Catwoman disse...

Concordo contigo. Sempre fui magra e tambem era gozada na escola por ser assim.. Agora com 32 anos acho que até nem estou nada mal lol e começo a aceitar bem as mudanças no corpo..nem me importava de engordar um bocadinho mais mas só em certas partes lol afinal só visto o 34..

Acho que com a idade e à medida que o nosso corpo começa a modificar-se tambem começamos a aceitar isso como natural.. porque é!!

Beijinhos :)

HannaH Sophia disse...

outra vez?!?!?! eu no teu e tu no meu!??!?! nahh
isto é estranho....

Bloguótico disse...

Então aquilo da Gisele Bündchen não é totalmente verdade?! Vá lá que existe essa tal filosofia do leite matinal! Muito bem dito! :)

Ré! disse...

Adorei, adorei, adorei: a dita verdadeira da filosofia do leite matinal, nunca tal tinha ouvido.
E quanto ao blog... hum. É de continuar ... está uma delícia:D

Sanxeri disse...

Gosto de mim como sou, apesar de todos os meus defeitos. Quem nao gostar, ponha na beira do prato.

Hoje nao perco o programa. :P

sakura disse...

Eu gosto de mim e pronto! =)
E também gosto muito do teu blog! ;)

Praga disse...

*B*

Excelente! Em primeiro lugar porque sou como tu, magra e sem mamocas vistosas... mas como costumo dizer: "Pequenas, mas honestas" e se fossem maiores eu caía prá frente! :)

Acima de tudo o importante, é sentirmo-nos bem connosco. Isso sim, traz-nos auto-confiança, bem-estar e deixa-nos felizes acima de tudo.

Beijinho. :)

Marisa disse...

Eu cá gosto de mim e muito, tem dias que nem por isso, mas isso são coisa de mulheres.
Não sou de dietas loucas, não sou magra, mas também não sou gorda.
Visto 36/38 (depende dos modelos) considero-me "normal".
Tenho algumas oscilações de peso, mas o meu usual são 56kg distribuídos por 1,69m. Admito que tenho uns presuntinhos, e gostava de ter menos anca, mas ninguém me mandou dançar anos a fio e alargar a anca. Quanto aos ossos não ah nada a fazer, tenho que me contentar.
Não vou dizer que nunca disse, que até tirava umas gordurinhas aqui e ali porque já disse. Mas tudo dentro da "normalidade".
Já me estiquei outra vez lol Jinhos

Saltos Altos Vermelhos disse...

sou da tua equipa!!! ;)

Anónimo disse...

Querida *B*,
não respondendo ao tema do post...apenas a ti! Fico muito feliz por saber que aquela *B* que eu conheço está tal e qual como no primeiro dia! Loucura saudável e absolutamente divertida! Igual a ti mesma e espero que assim continues por muito tempo!!!!!

BEIJOS, MUITOS BEIJOS,

Pi

Walter Fane disse...

vooooooollllltaaaaaarrrrrraaaaaammmmmmm. ..........os ..............trrrrrrrrreeeeeeeemooooooorsssss.....................oooooooooooo.............ppppppppammmmmmmmeeeeelaaaaaaaaaaaaaaaaa............

Cat disse...

Oh *B*, que texto tão perfeito. Não há melhor filosofia na vida do que a tua. O meu biotipo :P é como tua. Sou e sempre fui magra, às vezes demasiado até, tenho o peito pequeno e isso chateou-me durante montes de tempo. Depois aprendi a aceitar, a gostar e agora gosto mesmo. Até sofro um bcd do efeito contrário: não queria ter umas grandes mamas. Já não gosto,não acho bonito. Tbm acho que as minhas são proporcionais ao meu corpo.

De qualquer maneira, não acho nada mal que as pessoas, mesmo gostando de si, façam alguns esforços no sentido de gostar ainda mais. Sem abusos, sem exageros, sem obssessões :)

Beijinho *

Anónimo disse...

Minha querida *B* - às vezes assustas-me. Ainda hoje tive essa conversa e partilhei a minha máxima também aprendida com a filosofia do leite matinal. Porque acredito mesmo nessa frase. E quero cá saber dos meus defeitos (a perfeição existe?) gosto de mim e acho que isso é fundamental, para transmitir uma boa imagem aos outros. E sim, é possível uma mulher sentir-se bem e maravilhosa mesmo tendo celulite e afins. Sou vaidosa, adoro andar arranjada. E vou continuar a ser assim. E tu também, certamente!

Ps: a menina anda a espreitar vestidos de noiva pela blogsfera? ;)

Mna. Margarida disse...

É pena que nem toda a gente pense como tu!... E muitos dos que dizem que pensam, na realidade não pensam! (confuso, mas tu percebes o sentido, espero eu...)

Eu sempre fui (e sou) gorda! Mas sou mesmo, não sou daquelas que têm uma pestana a mais e já estão a morrer porque são gordas. Eu sou mesmo e não tenho problemas com isso! Tenho a filosofia da Matinal tambéme nunca liguei patavina , nem ligo, aos risinhos e bocas! Mas confesso que por vezes, naqueles dias em que por alguma razão estamos mais em baixo, custa ouvir.

Já ouvi milhares de vezes essa coisa que a beleza está nos olhos de vê e o que interessa é o interior e blá blá blá... Mas na realidade, na prática, não é bem assim!... A sociedade de hoje (e de há muitos anos para cá) tem os gordos como um ser a baixo, não precisam ter sentimentos, gostos, direitos... Enfim...

Como já disse não ligo a isso, sou como sou e quem não gosta vira a página!

Mas como sempre tu escreves coisas tão-inteligentes-que-até-chateia! ;P

Madame Butterfly disse...

É giro ver que afinal há tantas pessoas com um percurso de vida tão parecido com o nosso, quando achamos que somos caso raro à face da terra. A verdade é que também sou magra, sempre fui e na escola alguns colegas ainda tentaram intimidar-me com alcunhas do tipo "Olívia Palito". Tiveram azar...eu até era fã da personagem e achava um piadão à brincadeira. O importante é, como dizes, gostarmos de nós como somos e isso acho que cada vez gosto mais e cada vez tento melhorar a minha imagem. Não para agradar aos outros mas para agradar a mim mesma e para me sentir bem.

Lady me disse...

Sou totalmente fã do slogan da matinal!! É assim mesmo, gostar de nós antes de todos. Porque se não gostarmos de nós, quem gostará? E porque (e não menos importante), se antes de tudo não gostarmos de nós, de quem vamos gostar?

Retribui o miminho, no meu blogue:)

Obrigada!

Beijinhos*

Swadharma disse...

Esta coisa do corta aqui e cola ali mete-me muita confusão...
Tiram banha do rabo para meter na boca, metem umas prateleiras que depois parecem duas tijelas de corn flakes...
Nheeeee ao natural é que é bom!
Esta cena do culto do corpo é para aquele tipo de pessoa que nao tem mais nada para cultivar!
(eu sou suspeito, faço depilação ao peito, aos pés, axilas... ahahahah)

Blog do Óbvio disse...

Na minha opinião, os homens "olham" para as "artificialmente perfeitas", usam de todos os mau pensamentos, mas na hora de amar, amam o que enxergam com os olhos do coração. Portanto deixemos que o tempo cuide de nossos corpos e cuidemos de nossa "astúcia".
Homens que amam, não ligam para isso...
Beijocas naturais. Manoel - Brasil.

disse...

*B*zinha, já vi o teu comentário na moderação e já lá está, no meu blog. O que te aconteceu foi, com certeza, fruto de uma pessoa que por ser mais velha e também formadora, teve a necessidade de te tentar inferiorizar. Isso acontece muitas vezes quando são mais velhos do que nós. A atitude certa é mostrar, de forma educada, que quem é o formador naquele momentos, somos nós. Tenho a certeza que te saíste bem.

Metade da Laranja disse...

Querida *B*,
Acho que com o tempo, aprendemos que temos mesmo é que gostar de nós, pelo que somos.
Uma vez li que não nos devemos lamentar pelo que não temos, mas ficar felizes por aquilo que temos e realçar os nossos pontos fortes :)

E lá na minha aula de dança do ventre, há uma movimento que fazemos que quanto mais o rabinho mexer como gelatina, melhor - assim nos diz a prof.ª hihihi :P

Grande beijinho :)

*B* disse...

Obrigada a todos pelo vosso testemunho e desculpem responder em jeito de resumo, mas prefiro assim!

Fico feliz por alguns de vós se identificarem comigo e fico (ainda) mais feliz por saber que alguns de vós, perante situações piores, encaram-nas com um sorriso.

Em especial à Ré, queria dar as boas-vindas!
Rotax, obrigada pelos elogios!
[Obrigada A TODOS!!!]

NEM IMAGINAM COMO GOSTO DE LER OS VOSSOS COMENTÁRIOS! FAÇO ESTE BLOG POR MIM E POR VÓS!

A quem partilhou o outro lado da questão, ser gordinho ou já ter sido, sei que é precido muito mais força de vontade para encarar a sociedade!
Desejo-vos tudo de bom!

Ah, Walter, quem é amiga, QUEM? =)

Beijinhos especiais a todos*

*B* disse...

Bê, foi o que fiz!

Concordo contigo!

Beijinho* Obrigada

Ana M. disse...

Eu dava tudo para gostar assim de mim, falta de auto-estima é mau muito mau, o problema é como ultrapassar isso.

.:: Lee ::. disse...

Concordo plenamente ctg! e cada um é como cada qual. Axo tb k os homens cada vez mais se estão a aperceber que uma mulher não se mede por um par de mamas nem por um rabo jeitoso. A maior parte delas nem sequer tem nada na cabeça.

Bj ** gostei do teu espacinho :)

*B* disse...

Ana M., sim é verdade! É preciso muita força de vontade!

Beijinho*

*****

Lee, obrigada!

Sê muito bem-vinda e volta sempre, 'tá?!

Beijinho*

S . disse...

A celulite é uma cola, uma mel-ga!
Irraaaaa!


'o que interessa é ser lavadinho', como alguém diz...! (diria que sou eu, mas não sou de dizer nomes... :P)

*

*B* disse...

S., mai nada!

Lavadinho!

lol

Beijoooo*