sexta-feira, 16 de julho de 2010

Flora

Surgiu para aí um boato que a minha planta da cozinha faleceu porque eu não falava com ela. Ah e tal, temos de falar com as plantas! Crescem mais depressa e não-sei-o-quê! - eu já falo com a minha cadela e já falo sozinha e pareço uma maluquinha!Ora bem: se já a tinha colocado com a melhor luz e a regava na altura certa, que queria mais? Que lhe lesse uma história antes de dormir? Que lhe desse os bons dias? A minha planta da cozinha suicidou-se. Foi birra! É impossível ter morrido por maus-tratos. Estou revoltada com tal coisa. Era tão linda, mas tão linda. Tão cedo não entra mais nenhuma espécie vegetal cá em casa. Estou magoada com a Flora e não é a intestinal. É a outra.

|Imagem - Adriana Lima|

16 comentários:

P* disse...

Não há condições *B* já não há plantas como antigamente, a geração de hoje é a desgraça, tem de ser tudo como elas querem senão, suicidam-se... compreendo perfeitamente o teu post, também já sofri na pele a birra de algumas da mesma espécie vegetal... :P..lol

bom fim-de-semana, e vá não fiques sentida com a Flora... perdoa oki lol

Hermione disse...

ai a minha avó também diz que tem de se falar com elas, dizer como estão bonitas e assim LOL

L'Enfant Terrible disse...

Se calhar era a cadela que ia lá fazer o xixi!

Caia disse...

Tenho de admitir que fiquei feliz ao ler tamanho assassínio, já não me sinto tão só!
Eu e plantas não combinamos. Não por falta de tentativas, é mesmo falta de jeito.

Caia disse...

Tenho de admitir que fiquei feliz ao ler tamanho assassínio, já não me sinto tão só!
Eu e plantas não combinamos. Não por falta de tentativas, é mesmo falta de jeito.

Carolina Tavares disse...

Às vezes *B* ela volta à vida. Uma faxineira daqui de casa, deixava a planta quieta, às vezes afofava a terra e depois não é que a flora volta à vida. Dá um tempinho, mude-a de lugar. Uma coisa que deu certo foi quando coloquei todos os vasos de planta na varanda, bem juntos (conselho de minha mãe). beijos

Tati Pastorello disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk
Sinto por sua planta. São mesmo muito melindradas estas espécies vegetais... hehehe
Tem um livro chamado "A vida secreta das plantas" que fala sobre a sensibilidade delas ao espaço externo. Daí é para quem acredita, né?
Adorei a maneira divertida como contou... mesmo sentindo pela perda da linda plantinha.

Sorriso ツ disse...

Deixa lá... cá em casa as plantas morrem mesmo por homicídio. Esqueço-me tantas vezes de as regar... :( Shame on me! :S

Beijinhos, bom fim-de-semana :)

Miss B-Beautiful disse...

Sei alguma coisa de plantas que se suicidam!!!! A minha da sala, na loja estava linda, cheia de folhas, muito verde e farfalhuda. Ao fim de 1 semana em casa, começou a perder as folhas e a ficar amarela... :(

Arame disse...

Acontece o mesmo com as minhas plantas, suicidam-se! As únicas que vão sobrevivendo são os cactos!

→ Calipso disse...

Adoro a foto qe colocaste :D
Mas olha qe parece qe e verdd.. Se bem qe nunca testei a teoria LOL

Menina do Chuveiro disse...

A minha mãe fala com elas. E elas por acaso sobrevivem, não sei se é coincidência ou não!

*B* disse...

P*, são umas chatas!!! ;)

*****

Hermione, mas isso eu até dizia! :)

*****

Enfant, meu tonto! Estava alta e a nossa bichinha não levanta a perna como os cães! Tonto!!! ;)

*****

Caia, obrigada pela partilha! ;p

*****

Carolina, acho que é irreversível! :S

*****

Tati, sê bem-vinda!

Tenho de ler o livro, então!

Volta sempre! :)

*****

Sorriso, acontece! A vida às vezes preenche-nos!

*****

Miss B, lamento!

*****

Arame, adoro cactos!

*****

Calipso, acho que é verdade, sim!

*****

Menina do Chuveiro, sê bem-vinda!
Pois, não sei! [lol]


BEIJINHO A TODOS*

Rita disse...

LOL!!! Como te compreendo...

O meu pai ofereceu-me uns arbustos para a casa nova sabendo que coisas mais delicadas não sobreviveriam... E cá ando eu stressadíssima porque ele fez-me avisos de toda a espécie acerca de como cuidar deles. Todos os dias vou à janela e respiro de alívio porque ainda estão vivos...

www.ritanacidade.blogspot.com

Rita disse...

LOL!!! Como te compreendo...

O meu pai ofereceu-me uns arbustos para a casa nova sabendo que coisas mais delicadas não sobreviveriam... E cá ando eu stressadíssima porque ele fez-me avisos de toda a espécie acerca de como cuidar deles. Todos os dias vou à janela e respiro de alívio porque ainda estão vivos...

www.ritanacidade.blogspot.com

*B* disse...

Rita, sê bem-vinda!

Ai, coitada!