sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Irmãos

Não tenho e confesso que nunca senti falta.
Talvez porque não conheço a sensação de os
ter ou talvez porque coloquei nesse lugar do
meu coração os amigos mais chegados.
O que é certo é que penso muito nisso:
como seria se eu tivesse irmãos?
Acho que nunca quis tanto ter irmãos
como ultimamente. Não sei porquê.

15 comentários:

'stracci disse...

Eu tenho dois irmãos rapazes: um gémeo e outro dois anos mais novo. Tenho a sorte de, desde que temos idade para ter um mínimo de juízo, nos darmos extremamente bem. O melhor de ter irmãos, principalmente da minha idade, é ter sempre companhia e ter sempre a quem recorrer. Mas, lá está, quem não os tem não pode sentir falta disso porque nunca fez parte. Não querendo fazer deste comentário um "nhanhanhanha eu tenho e tu não", adoro ter irmãos, principalmente por serem rapazes, e considero uma grande dádiva ter tido a sorte de me "calharem" estes dois.

Cat disse...

Eu não consigo imaginar a minha vida sem os meus irmãos. É estranho sequer tentar pensar. São das pessoas que gosto mais na vida, os maiores amigos e companheiros :') Mas tenho amigos que são filhos únicos e dizem que nunca sentiram a falta, acho que depende mesmo da forma como uma pessoa cresce nesse contexto.. Beijinho *

Sílvia disse...

Bem, eu não tenho irmãos mas às vezes gostava de ter.Não sei, gostava de saber que alguém estaria ali pra mim sempre. Penso de vez em quando nisso.

...Ju... disse...

Eu tenho uma mais nova e, como sabes, sou completamente irmã-galinha! Sempre pedinchei uma irmã e veio de brinde aos meus 6 anos! :) Foi e é a melhor coisa/pessoa da minha vida!

E sim, claro que passamos pela fase de andar ao estalo e pontapé! (não conheço irmãos que não tenham passado por isso) Mas agora é espetacular! Não podia ser filha única de maneira nenhuma...

C. disse...

Ja eu tenho uma e é quase como se não a tivesse.

Crisani disse...

Eu tive um durante 36 anos... foi-se de repente... sem dizer nada...
Mas enquanto foi vivo muitos dos momentos que passamos juntos era uma alegria. Mesmo o tempo das discussões, tudo fazia parte do nosso crescimento... agora não me resta mais nenhum.
Não sei o que realmente é melhor... ter ou nunca ter... ao menos não se sente a dor e a falta...
mas ao menos recordamos sempre aqueles bons momentos... não sei.

Tsuri disse...

Eu acho que o vínculo de irmão é único portanto não sei falar de outra forma. Sempre fui super independente e fosse para onde fosse morria sempre de saudades do meu irmão, sempre, desde pequenos e lembro-me que,quando saí de casa, foi dos momentos de parvoeira e de apoio com ele que mais senti falta.
beijinho

*B* disse...

'stracci, bem-vinda. Eu confesso que se pudesse escolher, preferia irmãos. Não sei se gostava de ter irmãs.

*****

Catzinha, verdade. Eu nunca senti falta.

:)

*****

Sílvia, eu tenho pensado muito nisso.

*****

Ju, :)

Acredito. Que giro.

*****

C., :(

Lamento.

*****

Crisani, bem-vinda.

Oh :( Lamento a tua perda. :(

[abraço]

*****

Tsuri, imagino. Adorava ter um irmão. Mais velho :)

disse...

Eu tenho um irmão mais velho e duas irmãs mais novas e são a minha vida. E acho que quanto mais velhos somos, mais valor lhes damos - são verdadeiros amigos, companheiros, que estarão sempre lá.

S* disse...

Fazem falta. :)

*B* disse...

Bê, talvez seja por isso que tenho pensado tanto neste assunto nos últimos tempos...

:)

*****

S*zinha, :)

*C*inderela disse...

Sou filha única, antigamente cheguei a pedir um irmão mas hoje em dia já nem penso nisso. Deixei de pedir quando comecei a sair com as amigas, elas são como irmãs para mim. A minha melhor amiga também é filha única e daí sermos tão unidas :)

Bjokas

Bekas disse...


Eutenho 3 irmãos mais velhos que eu, e acredita que são os meus melhores amigos! Não imagino sequer como seria a minha vidinha sem eles! Estes são aqueles amigos que sei que terei para toda a vida e que nunca me vão falhar! Nem eu a eles claro! Mas um bom amigo, apesar de não substituir também preenche bem esse espaço!

**

Arine disse...

Eu sempre quis ser filha única, mas aos meus 6 anos os meus pais presentearam-me com uma mana.Se eu fiquei feliz?Não...Se eu gostava de ser ainda hoje filha única?Gostava...mas já não seria a mesma coisa.
Penso que a minha irmã, apesar de ter amigos de coração, que considero irmãos, não há laços como os que nos une a um irmão.Pode não ser na infância, mas hoje em dia, penso muitas vezes que um dia sou só eu e a minha irmã!

*B* disse...

*C*inderela, que giro.

:)

*****

Bekas, três? Que máximo! :)

*****

Arine, :)




Beijinho a todas ;)